domingo, 8 de fevereiro de 2009

Veja como ficará o trânsito ao redor do Shopping:


Em verde: Rua Graciosa.
Em vermelho: Rua Manoel da Nóbrega.
Em azul: Rua Sebastiana Machado Teodoro.
Em rosa: Futura rotatória.
Em amarelo: Rua Professor Evandro Caiafa Esquivel
Em branco: Rua General Rondon
Em laranja: Rua Odete Amaral de Oliveira
Clique na imagem para ampliá-la

Shopping pode causar congestionamentos
O estacionamento do Shopping Praça da Moça, em Diadema, vai oferecer cerca de mil vagas. Após a inauguração, a administradora do empreendimento espera receber 10 mil veículos e cerca de 51 mil pessoas por dia, de acordo com dados da TTC Engenharia de Tráfego. Uma enquete em blog do shopping aponta que 17% das pessoas vão utilizar automóveis para chegar até o local.
Diante desse quadro, a Prefeitura de Diadema já começou a estudar possíveis alterações nas ruas do entorno, para acomodar o fluxo extra de veículos quando o shopping começar a funcionar, o que deve ocorrer em abril. Entre as mudanças acertadas pela administração estão a alteração do sentido das ruas Manoel da Nóbrega, Graciosa e Sebastiana Machado Teodoro, conhecida como rua da Parteira. Hoje todas operam em mão dupla.
A rua Graciosa passará a ser mão única desde o cruzamento com a rua da Parteira até a rua Manoel da Nóbrega, no sentido bairro. Apenas os ônibus serão autorizados a descer a rua em direção ao Centro, em uma espécie de corredor. Da rua da Parteira até a avenida Alda a mão dupla permanece inalterada a fim de não prejudicar o acesso dos moradores às ruas João Tanasovici e Maria de Souza Mitre.   
A rua Manoel da Nóbrega  passa a ser mão única no sentido Centro, do cruzamento da General Rondon até a Professor Evandro Caiafa Esquivel. A última alteração já aconteceu durante as obras e deve ser mantida após a inauguração do shopping: a rua da Parteira será mão única apenas para descer sentido Manoel da Nóbrega para a rua Graciosa.
Segundo o secretário de Transportes, Ricardo Perez,  sinalização para indicar as mudanças deve custar cerca de R$ 800 mil e os semáforos, R$ 600 mil. “Trata-se de equipamentos inteligentes, que operam de acordo com o fluxo local”, explicou Perez.
O shopping também será o responsável pelo recapeamento das ruas prejudicadas durante a obra. A verba destinada para este fim, no entanto, ainda não foi fixada.

Cruzamento deve ganhar rotatória no 2º semestre
O secretário de Transportes de Diadema, Ricardo Perez, disse que as alterações das vias ao redor do Shopping Praça da Moça devem permitir maior fluidez do trânsito após a inauguração, mas não vão evitar o tráfego intenso de veículos, principalmente nos primeiros meses de funcionamento.
“A população da cidade esperou pelo empreendimento por 20 anos. É normal que se sinta curiosa e queira visitá-lo”, avaliou.
Perez garantiu que a prefeitura vai observar de perto o movimento dos automóveis no entorno do empreendimento. O secretário não descarta outras mudanças na região mesmo após a inauguração, em abril.

Uma destas alterações, porém, está acertada para ocorrer independentemente do comportamento do trânsito. O cruzamento entre as ruas Manoel da Nóbrega, Graciosa e Odete Amaral de Oliveira ganhará uma rotatória ao invés de continuar com o semáforo, como acontece atualmente. De acordo com Perez, as intervenções devem ter início a partir do segundo semestre. 

Escritos por Camila Galvez - Diário Regional www.diarioregional.com.br

UPDATE:

Shopping provoca boom imobiliário
A instalação do Shopping Praça da Moça na região central de Diadema já tem gerado especulações no setor imobiliário, que projeta a valorização de imóveis em até 50% do valor venal, principalmente residências localizadas até dois quilômetros do local
De acordo com imobiliárias da região, houve um aumento na procura de pontos comerciais situados no entorno do complexo de vendas. Segundo corretores, além da majoração de 50% dos preços dos imóveis, o valor de aluguel da região deve ter reajuste de 20% a 30%.
Com investimento de R$ 150 milhões, o empreendimento tem atraído grandes magazines e comércio varejista, que esperam movimentar a economia local. Segundo a Imobiliária Nova  São Paulo, os imóveis mais requisitados são espaços próprios para clínicas e escritórios. “Alguns procuram apartamentos e sobrados de alto padrão, mas a grande maioria quer um ponto comercial”, explicou o corretor  Antônio Selle, ao acrescentar que os terrenos desocupados também registram aumento de preço.  “No início do ano passado uma área de 8 metros por 20 metros de largura era vendida a R$ 120 mil, hoje já custa R$ 250 mil”, disse.
O corretor da imobiliária Moradia, Antônio Irineu, relatou que a procura por pontos de venda na região aumentou logo no início das obras. “Desde então, essa busca tem crescido, mas o mercado está muito especulativo. Acredito que só estará bem definido quando a obra for inaugurada, quando devem aumentar as vendas de imóveis próximos ao empreendimento”, disse Irineu, ao comentar que, apesar das avaliações feitas pelos corretores, os proprietários estão pedindo preços acima do recomendado pelo setor.
Outro fator que contribui para a boa localização da área é a proximidade com o calçadão comercial e com o terminal de ônibus. A inauguração do Shopping Praça da Moça está prevista para abril.

Escrito por: Nicole Briones - Diário Regional 
www.diarioregional.com.br

Um comentário:

RICARDO disse...

OLA AMIGOS.
MEU NOME É RICARDO BURELLUS E SOU RESIDENTE NA RUA DR. MARIO SANTA LUCIA QUE FICA MUITO PROXIMO AO LOCAL, GOSTARIA DE DIZER QUE NOS MORADORES DAS PROXIMIDADES ESTAMOS MUITOS SATIFEITOS COM O EMPREENDIMENTO, AFINAL ERAMOS CARENTES EM RELAÇÃO A ESTES ESPAÇOS, SEM CONTAR QUE A ABERTURA DESTE SHOPPING VAI NOS TRAZER INUMERAS VAGAS DE EMPREGOS, AUMENTAR A SEGURANÇA NA REGIÃO E JA SE COMEÇA UMA GRANDE VALORIZAÇÃO DOS IMOVEIS, SEM DUVIDAS SERA A MELHOR COISA DA CIDADE.